Terminal Rodoviário Roberto Silveira (Niterói)

| Sem comentário
Inaugurada em 1953, a Rodoviária de Niterói é oficialmente chamada de Terminal Rodoviário Roberto Silveira. Administrada pela Socicam desde 1990, a empresa é responsável por todas as obras de melhoria do terminal e pelo atendimento aos usuários.



Desde que a empresa Socicam passou a administrar a rodoviária de Niterói, foram feitas muitas melhorias para beneficiar os usuários, como aumento do número de guichês, reformas infraestruturais, ampliação do estacionamento e até mesmo o painel de Burle Marx foi restaurado.


O prédio do terminal ocupa uma área de 2.130m² e por lá passam cerca de 60 linhas de ônibus - 36 intermunicipais e 24 interestaduais. As principais empresas de ônibus que atendem a Rodoviária de Niterói são as viações 1001, Águia Branca, Brisa, Costa Verde, Garcia, Itapemirim, Macaense e Util.


O terminal tee seu Tombamento municipal em 02 de abril de 1998 através do Decreto n° 7.767 - Foto: Reprodução da internet

O terminal é um exemplar arquitetônico de meados do século XX, projetado sob clara influência do pensamento modernista. Sua composição de volumes e implantação no lote urbano seguem os princípios básicos da arquitetura modernista, rompendo com o esquema tradicional dominante à época.


Terminal Rodoviário Roberto Silveira em 1956 - Foto: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros do IBGE


Os elementos arquitetônicos utilizados são característicos da linguagem modernista: pilotis de seção circular, colunas metálicas em "V", sistema estrutural autônomo, painéis de vidro, painéis decorativos, esquadrias metálicas, escada externa independente e helicoidal, brises soleil* etc. Dentre os elementos que mais se destacam existe um em especial: o painel cerâmico de autoria de Roberto Burle Marx.


No final dos anos 70 a Auto Viação 1001 resolve se desfazer das linhas urbanas que operavam nos setores São Gonçalo, Itaboraí, Silva Jardim , Cachoeiras de Macacú, Rio Bonito, Cabo Frio e a manobra envolviam as empresas Rio Ita e Salineira e a Citran.


A 1001 pegaria as linhas da Citran e da Rio Ita rodoviárias e dava a Rio Ita suas linhas urbanas das unidades São Gonçalo, Itaboraí, Silva Jardim , Cachoeiras de Macacú, Rio Bonito , e para a Salineira as linhas urbanas de Cabo Frio para as cidades de Saquarema (Centro de Saquarema ,Bacaxá e Sampaio Correia) e uma linha parcial que era Iguaba x Araruama , nascendo assim a Viação Montes Brancos.

Ciferal Podim da Viação Rio Ita - O carro de placa EG (de Cachoeiras de Macacú) Foto: Reprodução da internet
Dentre as linhas trocadas entre as empresa Rio e Auto Viação 1001, faziam parada no terminal Roberto Silveira as linhas:

Cachoeiras de Macacú x Niterói
Rio Bonito x Niterói
Silva Jardim x Niterói



A 1001 só volta a investir em urbanos quando ela lança o serviço duas portas das linhas Araruama x Niterói e Saquarema x Niterói, que até então eram rodoviárias e partiam do Terminal Roberto Silveira.

Rápido Macaense no ano de 1976, estacionado no Terminal Rodoviário Roberto Silveira Foto: Augusto Antônio dos Santos

A 1001 começa então a crescer na operação de linhas urbanas, mostrando interesse nas linhas:

CTC-SERVE

996 Charitas x Gávea
998 Charitas x Galeão (Ex Rio Ita)
999 Charitas x Castelo via Rio Branco/Aeroporto



ABC/Estamaute

110-Castelo x São Gonçalo


ABC

770/771Pendotiba x Castelo


A Auto Viação 1001 tinha ainda o interesse em operar o projeto elaborado pela CTC. A linha Gávea x Alcântara via Dr. March (tanto por Copacabana como via Joquei) feito por moradores da cidade do Rio de Janeiro. A Auto Viação 1001 faria um pool com CTC, ABC, Real, Mauá e Rio Ita, porém nunca saiu do papel.


Esse retorno dos urbanos fez com que a Auto Viação 1001 voltasse a rodar na Região Metropolitana, que de 1979 a 1989, quando vendeu para Rio Ita e Salineira só rodava entre Friburgo e cidades do Norte Fluminense.

Linhas que partem do Terminal:

Auto Viação 1001
Niterói x São Paulo

Costa Verde Transportes
Niterói x Angra dos Reis
Niterói x Paraty



Paraibuna Transportes
Niterói x Barroso
Niterói x Ritápolis
Niterói x São João Del Rei


Rápido Macaense
Niterói x Macaé
Niterói x Cabo Frio
Niterói x Conceição de Macabu
Niterói x Casimiro de Abreu

Transportes Única Petrópolis/ Fácil Transportes e Turismo
Niterói x Petrópolis


UTIL - União Transporte Interestadual de Luxo
Niterói x Valença
Niterói x Vassouras

Viação Águia Branca

Niterói x Vitória


Viação Brisa
Niterói x Juiz de Fora
Niterói x Barbacena


Viação Cidade do Aço
Niterói x Volta Redonda

Niterói x Barra Mansa

Viação Garcia

Niterói x Maringá


Viação Itapemirim
Niterói x Cachoeiro de Itapemirim
Niterói x Guarapari

Viação Kaissara


Niterói x Vitória

Salutaris de Ciferal Papo Amarelo/Scania em 1972 com vista da linha Paraíba do Sul x Niterói

Viação Salutaris e Turismo
Niterói x Werneck

Viação Teresópolis
Niterói x Carmo (via BR-116)
Niterói x Teresópolis




Rápido Macaense

Fundada em 24 de janeiro de 1956, explorando inicialmente a linha Macaé x Niterói, com frota de três ônibus Alfa Romeo, com 40 lugares cada, substituindo a Auto Viação 1001. Os primeiros ônibus foram apelidados de “camelo” em função de sua semelhança com os modelos Diplomata da Expresso Brasileiro.


No início da década de 1960 é solicitada a concessão da linha Macaé x Cabo Frio, a segunda linha da Empresa.


Ao comprar a Macabuense, a empresa ssumiu as linhas:

Conceição de Macabu x Niterói
Conceição de Macabu x Macaé
Conceição de Macabu x Trajano de Morais.


Nas mesma ocasião é solicitada a permissão para exploração da linha Conceição de Macabu x Santa Maria Madalena.

Em março de 1960, é inaugurada a linha Macáe x Casimiro de Abreu, com saída às 7h de Macaé e retorno às 16h de Casimiro. Em 1963, ainda sem permissão, a empresa inaugura a linha Casimiro de Abreu x Niterói (via Macaé).

Ônibus da Viação Rápido Macaense que fazia a linha Macaé x Niterói, em 1961
Foto: Reprodução da internet
Em 1963, a partir de Niterói, explorava linhas para Macaé e São João da Barra. Em 1974, é criada a linha interdistrital Casimiro de Abreu x Rio das Ostras.


Em 1975, no dia 21 de março, é inaugurada a linha Macaé x Rio de Janeiro, via Ponte Rio Niterói, aberta ao tráfego no ano anterior. Ainda em 1975, adquire da Rápido São Cristóvão a linha Conceição de Macabu x Campos. Em março de 1976, é inaugurada a linha interdistrital Silva Jardim x Aldeia Velha, no município de Silva Jardim, com cerca de 35 Km de extensão.

Em 1977, a Macaense adquire a Gatorama, com frota de 5 ônibus, iniciando a operação de suas primeiras 4 linhas urbanas em Macaé:


Barra x Lagoa
Barra x Imbetiba
Arueira x Imbetiba
Arueira x Olaria

Também em 1977, a Viação Macaense adquire a Salineira e no dia 5 de outubro de 1978 é inaugurada a nova garagem de Cabo Frio, localizada na Avenida Central, no bairro de Flamboyant, abrigando também os carros da Viação Salineira. No entanto, já em 1979, o grupo é dividido.


Linhas Intermunicipais em fevereiro de 1977

Niterói x Macaé (via BR-101)
Niterói x Macaé (via RJ-106)
Niterói x Conceição de Macabu (via BR-101)
Niterói x Macaé (via Vila Verde)
Rio Bonito x Macaé
Rio de Janeiro x Macaé (via Ponte Rio-Niterói)
Cabo Frio X Macaé
Arraial do Cabo x Macaé
Barra de São João x Macaé
Campos x Conceição de Macabu


A partir de 1978, com a chegada da Petrobrás em Macaé, aumenta o número de passageiros nas linhas urbanas e intermunicipais. Em março de 1979, são inauguradas mais três linhas urbanas em Macaé:

Barra de Macaé x Praia dos Cavaleiros (via Mercado Municipal)
Aroeira x Praia dos Cavaleiros (via Teixeira de Gouvea)
Praia de Imbetiba x Posto Ceasa (via Visconde/Miramar)


Em setembro de 1981, é anunciada para outubro dos mesmo ano a inauguração da primeira linha interestadual da empresa, entre Macaé e São Paulo. Em novembro de 1988, é inaugurada a linha Nova Holanda x Bairro da Glória, em Macaé.


Em 2003, em dificuldades financeiras, a Macaense é vendida para o Grupo JCA. A tradicional cor ver da frota é substituída pelo azul marinho.

Lnhas operadas pela Rápido Macaense entre os município de Casimiro de Abreu e Rio das Ostras:


B470 Casimiro de Abreu x Rocha Leão (via Rio Dourado)
B480 Casimiro de Abreu x Mar do Norte (Via Barra de São João)
B481 Barra de São João x Mar do Norte (via Rio das Ostras)
B482 Casimiro de Abreu x Fazenda Cantagalo (via Barra de São João)
B483 Casimiro de Abreu x Mar do Norte (via Verão Vermelho)


B170 Casimiro de Abreu x Rio das Ostras (via Rio Dourado)
B171 Casimiro de Abreu x Rio das Ostras (via Palmital)
B172 Casimiro de Abreu x Rio das Ostras (via Barra de São João)
B175 Âncora x Parque dos Tubos (Centro de Cidadania, Mariléa)


B700 Barra de São João x Nova Cidade (via Palmital)
B705 Barra de São João x Costa azul (via Rio das Ostras)
B706 Barra de São João x Mariléa (via Rio das Ostras)
Sana x Casimiro de Abreu



Expresso Real Rio

No dia 28 de janeiro de 1991, foi inaugurado mais um serviço especial da Expresso Real Rio, naquela época sediada em Itaguaí, município ao qual Seropédica se emancipou em 1995.


A linha de "Tarifa A" Itaguaí x Niterói,  se juntou aos outros dois serviços já existentes na empresa, as linhas Itaguaí x Castelo e Universidade Rural x Castelo.


Os serviços especias da Expresso Real Rio eram operados por ônibus de luxo, com poltronas reclináveis e som ambiente, prometendo aos usuários mais conforto, segurança e economia.
Em uma viagem de 80 quilômetros entre as duas cidades, a linha fazia parada no Terminal Roberto Silveira em Niterói, com saídas em dias úteis nos horários de 07:00, 9:00, 11:00, 13:00, 15:00, 17:00, 19:00 e 21:00.


Atuealmente a linha é operada por veículos urbanos partindo do Terminal Rodoviário João Goulart. Hoje permanece apenas em dias úteis, porém com horários de partida bem reduzidos, sendo eles às 07:15 e 18:20.


Tags :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[2][iconeI][style-1][LEIA TAMBÉM][As mais lidas até o momento]

Somos movidos pelo interesse de explorar os meios, modos e regras que integram o sistema de mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro. O avanço tecnológico tem trazido mais dinamismo nas cidades, fazendo com que a população evolua e acompanhe esse avanço.

Buscamos obter informações, matérias, históricos e projetos de mobilidade e transformação urbana, assim como a realização de visitas técnicas em empresas, concessionárias e instituições relacionadas à Mobilidade Urbana do RJ, cuja perspectiva é abordar temas mais diversos e estar inteirado no que há de vir nos serviços de transportes.


Mobilidade nas Ruas: Distrito de Santo Aleixo (Magé)

O Distrito de Santo Aleixo localiza-se no extremo norte do município de Magé, junto às divisas de Petrópolis e Guapimirim; distanciando-se n...

NOSSOS PARCEIROS