Serviço Especial - Barrinhas

| Sem comentário
O sistema de transporte aplicado em uma grande cidade, usualmente, tem várias configurações. Os decantados corredores expressos, por exemplo, cumprem bem a função de transportar grandes volumes de passageiros por longas distâncias.




No entanto, fica a questão: como atrair o cliente de maior poder financeiro e desestimular o uso do veículo particular em curtas distâncias?

A resposta que o Rio deu, por muito tempo, foi o micro seletivo. Serviços especiais como o Lagoa-Orla e o Rio-Orla cumpriram bem seu papel de oferecer uma opção um pouco melhor para deslocamentos na Zona Sul. Os Jacarés faziam o mesmo nas áreas mais abastadas de Jacarepaguá. 



Na Barra da Tijuca e Recreio, bairros folclorizados pela necessidade de se pegar o carro até para ir comprar pão, o micro seletivo também existiu. A SMTU criou os Barrinhas em 1988, pensando numa possível integração. Inicialmente havia Amigos Unidos, Real, Redentor e Tijuquinha, mas as duas últimas empresas assumiram todo o serviço com o tempo. 


As linhas Barrinhas

O Guia Rex de 93 mostra as linhas 704, 705 e 709, com o seguinte itinerário:

704 - Barra I
Barra Shopping > Av. das Américas > Alvorada > Sernambetiba > Jardim Oceânico > Ponte Velha > Barrinha > Av. das Américas > pista interna ao Casa Shopping > Barra Shopping.


705 - Barra II
Barra Shopping > Alvorada > Av. das Américas > Érico Veríssimo > Sernambetiba > Barra Shopping

709 - Barra III
Av. das Américas > Novo Leblon > Av. das Américas > retorno em Marapendi > Alvorada > Av. das Américas > Barra Shopping > Barra Sul.


Mudanças no serviço:


As linhas foram alteradas com o tempo. No fim dos anos 90, as Barrinhas eram uma opção consolidada e tinham os seguintes itinerários:


704 - Barra Shopping x Barrinha (Viação Redentor)
Av. das Américas > Via Parque > Novo Leblon > Sernambetiba > Jardim Oceânico > Barrinha > Av. das Américas



705 - Barra Shopping x Jardim Oceânico (Tijuquinha e Redentor)
Av. das Américas > Alvorada > Lagoa de Marapendi > Av. das Américas > Jardim Oceânico > Avenida Sernambetiba > Alvorada > Av. das Américas.

710 - Recreio x Jardim Oceânico (
Tijuquinha e Redentor)


Praia do Recreio > Gláucio Gil > Av. das Américas > Lagoa de Marapendi > Sernambetiba > Jardim Oceânico > Avenida das Américas > Via Parque > Avenida das Américas > Gláucio Gil > Praia do Recreio.



Após uma análise, podemos notar que a 704 e a 705 eram quase circulares abraçantes, enquanto a 710 seria a 705 esticada. A Tijuquinha chegou a operar a 705 Barra Sul, e em 2005, rodava a 710 Barra Sul. 


Apesar de um bem montado esquema de itinerários, que fugia aos três eixos consagrados pelas linhas da Barra (Américas x Ayrton Senna x Américas) e atendia a demandas bem específicas, os Barrinhas perderam relevância com o tempo. A Redentor reduziu a 704 a 1 Thunder e deixou a 710 com esparsos horários de manhã, enquanto a Tijuquinha acabou com a 705/710 Barra Sul.

A decadência da Operação


A diminuição dos serviços não passou desapercebida pelos moradores. Em reportagem realizada pelo Globo Barra, em 2006, afirmou-se que:

A falta de ônibus circular na Barra tem feito com que os moradores do bairro recorram a mais de uma condução para percorrer distâncias curtas.


- Para levar minha neta à escola ou ir à igreja, tenho que pegar dois ônibus para ir e dois para voltar. Fica muito caro para um percurso tão curto - reclama Solange Monteiro, moradora da Avenida Lúcio Costa.

O problema começou quando a empresa Tijuquinha suspendeu a linha circular 710 (Barra Sul-Jardim Oceânico), que percorria a Avenida das Américas. Atualmente, resta apenas o micro ônibus de número 705 (Alvorada-Sernambetiba), da mesma empresa, que passa apenas pela Avenida Lúcio Costa, na praia.

Cabe ressaltar que a revitalização efetiva das linhas circulares é discutida no Plano Estratégico e pela Associação de Moradores da Barra, como opção aos ônibus de condomínio. A inauguração das linhas Baixada/Barra também poderiam dar um gás extra aos Barrinhas, haja vista que não passam por áreas muito específicas da Barra. 

A 704 tinha carros padronizados na cor verde, facilitando o trabalho da fiscalização. Após alguns anos a Redentor passou a usar sua pintura normal nos micros da linha.

A 705 tinha Carolina das duas empresas e Senior GV da Redentor.
Os carros com a pintura laranja chegaram a fazer a 225 Afonso Pena. Em 1999 a linha tinha uma saída de manhã da Saens Peña.

A 710 era azul e tinha pintura parecida com o Rio-Orla. Antes de ser suprimida, rodou como Freguesia x Recreio, apenas com a Redentor.
Tags : , , ,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[2][iconeI][style-1][LEIA TAMBÉM][As mais lidas até o momento]

Somos movidos pelo interesse de explorar os meios, modos e regras que integram o sistema de mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro. O avanço tecnológico tem trazido mais dinamismo nas cidades, fazendo com que a população evolua e acompanhe esse avanço.

Buscamos obter informações, matérias, históricos e projetos de mobilidade e transformação urbana, assim como a realização de visitas técnicas em empresas, concessionárias e instituições relacionadas à Mobilidade Urbana do RJ, cuja perspectiva é abordar temas mais diversos e estar inteirado no que há de vir nos serviços de transportes.


Mobilidade nas Ruas: Distrito de Santo Aleixo (Magé)

O Distrito de Santo Aleixo localiza-se no extremo norte do município de Magé, junto às divisas de Petrópolis e Guapimirim; distanciando-se n...

Outras Matérias

NOSSOS PARCEIROS