Rotas Fluminenses: 432L Nova Iguaçu x Bangu

| Sem comentário
Dados da linha:
432L - Nova Iguaçu x Bangu
Empresa: RJ 188 - Viação Nossa Senhora da Penha
Tipo: Urbana Intermunicipal




A linha tem início na cidade de Nova Iguaçu na Baixada Fluminense. Após sair do Terminal Rodoviário de Nova Iguaçu entra em um trecho geralmente congestionado em horários de pico.


Terminal Rodoviário de Nova Iguaçu

O Terminal Rodoviário de Nova Iguaçu teve sua inauguração em 1979 com uma área construída de quase onze mil metros quadrados e tem em média um fluxo de 2,2 milhões de pessoas por mês. O Terminal faz parte da CODERTE, conta com mais de quinze viações e as principais linhas são Barra da Tijuca, Cabo Frio, Macaé, Niterói, Petrópolis, Xerém e São Paulo. A Rodoviária de Nova Iguaçu vende passagens de ônibus para rotas estaduais e interestaduais do Rio de Janeiro.


Foto: Reprodução da Internet
Em outubro de 2015 a foram iniciadas obras de modernização no terminal. As obras fazem parte de uma parceria da Secretaria Estadual de Transportes do Rio de Janeiro com a Companhia de Desenvolvimento Rodoviário e de Terminais do Estado do Rio de Janeiro (Coderte). A Rio Terminais é a administradora do terminal por concessão. O investimento é de R$ 16 milhões, financiado pelo Consórcio Rio Terminais de Passageiros (Rioterp).

O objetivo do projeto é oferecer mais conforto e segurança para a população. O terminal passou a ter acessibilidade, novo sistema de câmeras de monitoramento e controle de acesso e nova iluminação, área de lojas e de alimentação, melhor organização para embarques e captação de água de chuva. Em especial, ganhou quatro novas plataformas, ampliando a sua capacidade de atendimento. 


Obras de ampliação do Terminal Rodoviário de Nova Iguaçu - Foto: Consórcio Rioterp

Segundo a Rio Terminais, a obra está na fase de fixação das telhas da cobertura da área de ampliação, já com toda a fundação e estrutura da cobertura concluída. Após o término das fundações da edificação e execução do subsolo, onde estão os reservatórios de água potável e reservas de incêndio, foi realizada a montagem dos pilares da estrutura, o que gerou um melhor impacto visual de como irá ficar o terminal. Não houve impacto significativo para os passageiros que utilizam os terminais. A obra começou pela área de ampliação, não afetando diretamente as operações.

O novo Terminal Rodoviário influenciará na melhoria de toda aquela região central, tendo um impacto significativo muito grande na melhoria do entorno, com nova sinalização, novos semáforos, por exemplo, com nova pintura de travessias, entre outras melhorias. Camelôs também não estarão mais ali e o ponto dos táxis, em baixo do viaduto, será remanejado. Um dos problemas atuais da região é o estacionamento indevido dos coletivos na Avenida Marechal Floriano Peixoto, em frente ao terminal, e até na Via Light, prejudicando o trânsito da Cidade.


Foto: Reprodução da internet
Normalmente, os motoristas alegam que isso acontece por não terem um local para estacionar os veículos. Muitos deles também ficam circulando até encontrarem um espaço para parar. Com a inauguração do novo terminal, que também está sendo expandido, será evitado o estacionamento de forma irregular. As empresas terão suas baias, determinadas através do estudo do projeto. 

Mesmo antes do final das obras de modernização, o Terminal Rodoviário de Nova Iguaçu, que já exercia um importante papel no deslocamento diário da população da Baixada para o Centro do Rio, passou também a ser uma opção mais rápida de embarque para destinos como a Região dos Lagos e a Costa Verde, com o aumento da operação para destinos turísticos do Estado. Após o fim das obras, a expectativa é a ampliação dos destinos atendidos a partir do terminal, sempre visando suprir a demanda da região.


-----------------------------------




Desde a Avenida Marechal Floriano até a Via Light, mais precisamente na esquina com a Rua Nilo Peçanha, se perde muito tempo de viagem devido a baixa aceleração. Isso se dá ao fato do tráfego intenso em horários de pico. Havendo também a influência de ônibus que estacionam ao longo da via utilizando-a como "Ponto Regulador" de linha.







A imprudência de empresas de ônibus, kombis e vans ocorre a todo vapor em Nova Iguaçu, contrariando as leis de trânsito. Locais de embarque e desembarque são utilizados como pontos de parada, garagem ou estacionamento de veículos. O abuso extrapola todas as regras, quando motoristas de vans param no meio da rua, para embarcar ou desembarcar passageiros, não se importando se é cruzamento ou não, ou se está diante de um sinal de trânsito (semáforo) aberto ou fechado.


Foto: Davi Castro
Na Via Light, ônibus da Viação São José, linha Pavuna, estaciona em determinadas baias da Via Light e só saem após ser lotado por passageiros no cruzamento com a Rua Nilo Peçanha, em local proibido.

A mesma empresa, durante noite, costuma transformar em garagem a calçada da via expressa, próximo à garagem da empresa, para onde os ônibus deveriam ser recolhidos.

Ainda na Via Light, próximo ao viaduto dom Adriano Hipólito, ônibus da Viação Nossa Senhora da Penha estacionam na baia de desembarque, aguardando hora de chegar ao local de embarque no terminal rodoviário. Em frente a ele, dezenas de empresas fazem o mesmo. Vans, kombis e motocicletas também participam da farra de desrespeito às leis de transito na Rua Ataíde Pimenta de Moraes. Próximo a um shopping ou em frente a ele, ou no meio da rua, motoristas param para embarque e desembarque de passageiros.

No lado oposto da rua, funciona um ponto de moto táxi, sobre a calçada de um prédio comercial, em frente a um ponto de táxi. Do outro lado de Nova Iguaçu, na Rua Bernardino de Melo, kombis e vans ficam estacionadas ao pé da passarela da estação ferroviária, aguardando passageiros. Apesar de estarem embaixo do semáforo, os motoristas não se importam se o mesmo está aberto ou fechado, ou se o estacionamento atravanca o trânsito. 


---------------------------


Após deixarmos a Via Light, em pouco tempo, chegamos ao bairro Presidente Juscelino em Mesquita, município emancipado do anterior em 1999. Ali acessa a Avenida Getúlio de Moura, estrada que corta três dos quatro municípios que essa linha atende e onde também fica a garagem da empresa.


Busto do Cantor e Compositor Dicró - Foto: Reprodução da internet

Seguindo por essa estrada terá acesso ao Viaduto Cantor e Compositor Dicró sob a Estrada de Ferro Central do Brasil e em seguida estará Avenida Presidente Costa e Silva, agora em um trecho de via estreita e em condições precárias.

Chegando ao último bairro mesquitense, esse denominado Edson Passos, encontra com uma linha que tem o mesmo destino, porém com um trajeto totalmente oposto. Essa é a 705P da Viação Ponte Coberta.




Ao atravessar a ponte sob o Rio Sarapuí, chega ao município de Nilópolis. Nesse, encontra outro trecho de trânsito intenso.
A Estrada Getúlio Vargas possui muitos cruzamentos, o que ocasiona existência de muitos semáforos. Por se tratar de uma área com predominante comércio, é muito comum ver pedestres desatentos atravessando a rua.

Vale lembrar que a linha 432L originou-se como Nilópolis x Realengo quando era operada pela empresa Feital Transportes e Turismo. Posteriormente foram alongadas as duas extremidades, de Realengo para Bangu e de Nilópolis para Nova Iguaçu. Atualmente a linha possui restritos horários no início da manhã de suas linhas partindo do Terminal Rodoviário de Nilópolis.

Mais a frente passa por Olinda e em seguida a ponte sob o Rio Pavuna, saindo no bairro Carioca de Anchieta, bairro residencial com um pequeno comércio às margens da Estação ferroviária do bairro, o mesmo acontece com o próximo bairro, Ricardo de Albuquerque.

Em Deodoro encontramos a diversidade demográfica. Área residencial, comercial e militar. Passando pela Avenida Duque de Caxias depararmos com a primeira barreira militar, mais a frente no acesso à Magalhães Bastos há outra.
Em determinados horários, causam retenções em ambos os sentidos, causando impactos que chegam à Avenida Brasil e Estrada Marechal Alencastro.

Magalhães Bastos, que é o próximo bairro, há alguns comércios, mas que em sua maioria atendem a própria população do bairro.

Seu vizinho, Realengo, já possui traços semelhantes a Deodoro porém com predominância residencial. Seguindo pela Rua Bernardo de Vasconcelos, passamos de Realengo a Padre Miguel.

Em poucos instantes, já estamos em Bangu, onde termina a nossa viagem após passar pelas Ruas 12 de Fevereiro, Santa Clara e Silva Cardoso. Nesta última, seu ponto final é o último da fila.


Informações complementares

Foto: Reprodução da internet

A linha com origem na Feital Transportes e Turismo fazia o trajeto Nilópolis x Realengo.
Em 1993 a linha é vendida para a Viação Nossa Senhora da Penha que a manteve desativada em primeiro momento.



Feital Transportes e Turismo


Em de 1994 a linha é reativada como "541L - Bangu x Nilópolis", seu trajeto já sofreu alteração.

Em 1999 a N.S. Penha levou a linha até Nova Iguaçu e após isso o código da linha de Bangu foi alterado para 432L.




Na operação da Feital, a linha parava no primeiro ponto da Rua Mário de Araújo, onde dali voltava no sentido Realengo pela Estrada Getúlio Vargas. Na administração da N.S. Penha, a linha foi transferida para o Terminal Rodoviário de Nilópolis.




Referências Bibliográficas

Consórcio Rioterp, Notícias de Nova Iguaçu, Jornal Hoje, Cia de Ônibus, DETRO-RJ, Ônibus Brasil

Tags : , , , ,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[2][iconeI][style-1][LEIA TAMBÉM][As mais lidas até o momento]

Somos movidos pelo interesse de explorar os meios, modos e regras que integram o sistema de mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro. O avanço tecnológico tem trazido mais dinamismo nas cidades, fazendo com que a população evolua e acompanhe esse avanço.

Buscamos obter informações, matérias, históricos e projetos de mobilidade e transformação urbana, assim como a realização de visitas técnicas em empresas, concessionárias e instituições relacionadas à Mobilidade Urbana do RJ, cuja perspectiva é abordar temas mais diversos e estar inteirado no que há de vir nos serviços de transportes.


Mobilidade nas Ruas: Distrito de Santo Aleixo (Magé)

O Distrito de Santo Aleixo localiza-se no extremo norte do município de Magé, junto às divisas de Petrópolis e Guapimirim; distanciando-se n...

Outras Matérias

NOSSOS PARCEIROS