Rotas Fluminenses: 445I Nova Iguaçu x Xerém via Lote XV

| 4 Comentários
Dados da linha:
Linha 445I - Nova Iguaçu x Xerém via Lote XV
Empresa: RJ 128 Empresa de Transportes Flores

Tipo: Urbana Intermunicipal



A linha parte do Terminal Rodoviário de Nova Iguaçu. Seu ponto final é na plataforma C, onde ela é a primeira da fila.

Saindo do terminal, seguimos pela Rua Marechal Floriano até a esquina com a Rua Dom Walmor. Entramos na Dom Walmor e direção à RJ-081 Via Light. A Via Light é uma das principais vias do município e recebe um fluxo intenso de veículos principalmente em horá rios de pico.

Da Rua Dom Walmor à Rua Nilo Peçanha existe uma tipo de faixa exclusiva para ônibus que chegam a formar uma enorme fila. Seguimos até a esquina com a Rua Professor Paris e entramos à esquerda em um cruzamento e seguimos em frente na RJ-105 Rua Oscar Soares (Estrada Dr. Plínio Casado).

Na Rua Oscar Soares, passamos todo o bairro Califórnia até chegarmos em Vila Nova, onde esbarramos com a BR-116 Rodovia Presidente Dutra. Obrigatoriamente entramos na Rua Lampadoza, a direita contornando o posto de combustível Shell e entramos em seguida na Avenida Carlos Marques Rollo, Avenida Amália Rodrigues e Rua Alexandre Fleming onde saímos na BR-116 Via Dutra.

Seguimos até o Banco de Areia em Mesquita e na Rua Dona Delfina Borges seguimos até a Estrada de Ferro Linha Auxiliar onde à esquerda passamos embaixo da Via Dutra. Já do outro lado, agora no sentido São Paulo, entramos na Rua Inês e acessamos a Via Dutra.

No Bairro Margarida, local conhecido como Posto 13 devido à existência de um Hotel e um Posto de combustíveis com esse nome entramos na Rua Maria Leopoldina até o trevo da RJ-105 Estrada Doutor Plínio Casado e seguimos do bairro da Prata até o Parque Bárbara, onde entramos na Avenida José Mariano dos Passos, que por sua vez, incorpora a sigla RJ-105 e serve de divisa entre os bairros Monte Castelo e Parque Bárbara em Nova Iguaçu.

No Cruzamento com a Avenida José Alves de Freitas, cruzamos a passagem de nível da Estrada de Ferro Linha Auxiliar e chegamos em Santo Antônio da Prata, agora no município de Belford Roxo. Após a esquina com a Travessa Morsing estamos no Centro.

Na esquina com a Avenida Benjamim Pinto Dias entramos a esquerda na Avenida Joaquim da Costa Lima.

Antes de entrar na Joaquim da Costa Lima passamos em um trecho de estrada que já abrigou uma ferrovia. Entre a Estrada Geral e a Benjamim pinto dias, passava o  Ramal de São Pedro, posteriormente chamado de Ramal de Jaceruba.


Ramais Ferroviários

Foi aberto em 1883, com a linha principal da E. F. Rio D'Ouro. Saía da estação de Belford Roxo e seguia até a localidade de São Pedro (Jaceruba). Passou a transportar passageiros e fechou sua linha em 1970. Foi a última linha da Rio de Ouro a fechar.


O ramal possuía após a estação Belford Roxo as estações:
Areia Branca > Heliópolis > Itaipu > Miguel Couto > Cava > Cacheiras > Adrianópolis > Santo Antônio > Saudade > Jaceruba

Desse ramal também havia a derivação do Ramal de Tinguá, que partia da estação Cava:

O ramal do Tinguá foi aberto em 1883, com a linha principal da E. F. Rio D'Ouro. Saía da estação de José Bulhões (Cava) e seguia até a localidade de Tinguá. Passou a transportar passageiros e fechou suas linhas em 1964.
O ramal possuía as estações:
São Bernardo > Iguaçu > Barreira > Tinguá

Já na Joaquim da Costa Lima, passamos por mais um trecho onde antes havia um cruzamento com outro ramal da Estrada de Ferro Rio D'Ouro, O Ramal de Xerém.

O ramal de Xerém foi aberto em 1883, com a linha principal da E. F. Rio D'Ouro. Saía da estação de Belford Roxo e seguia até a localidade de Xerém. Passou a transportar passageiros e fechou sua linha em maio de 1969, quando correu o último trem de passageiros.

O ramal possuía após a estação Belford Roxo as estações:
Baby > Km 37 > Ponte do Iguaçu > Km 43 > Lamarão > João Pinto > Xerém

Havia também a linha circular que era utilizada para o retorno das locomotivas da estação Belford Roxo.  Atualmente está desativado e o local por onde passava o circular é ocupado por moradias.

Voltando a nossa viagem, seguimos pelo Bairro das graças, nesse trecho a via é bastante movimentada e possui irregularidades na calçada, dificultando a passagem de pedestres.

No bairro Vilar Novo, temos o acesso à Estrada da Boa Esperança, a via serve de ligação ao Centro do município, passando pelas Indústrias Bayer e à RJ-085 Avenida Automóvel Clube no Jardim Gláucia.

Mais a frente chegamos ao Jardim Amália, bairro onde se inicia a Estrada do Barro Vermelho, via que serve de acesso aos bairro Vilar Novo, Bom Pastor, Hiterland e Barro Vermelho. Ainda na Joaquim da Costa Lima, passamos pelo 39º Batalhão de Polícia Militar e pelo Fórum Mário Mendonça de Rabello Filho. no bairro São Bernardo. Ainda nesse bairro, chegamos à Rua Mauá, uma via importante que dá acesso ao bairro Vila Maia, após a ponte do Rio Botas.

No Barro Vermelho passamos por diversas curvas e ali também está localizada a Avenida Estrela Branca. Essa estrada integra a RJ-085 que liga a RJ-083 na Pavuna à BR-040 em  Santo Antônio. Após as curvas da Vila Pauline, chegamos em São Vicente. Na esquina com a Boulevard São Vicente, há um canteiro divisório e uma pequena rotatória no centro.

A Boulevard São Vicente serve de acesso aos bairros Maringá, Sargento Roncali, Santa Emília, Parque dos Califas, Parque Itapoã, Parque Veneza e Jardim o Ipê.

Passamos novamente pela Vila Pauline e após duas grandes curvas chegamos ao Parque São José. Aqui encontramos mas um canteiro divisório e agora no entroncamento com a RJ-085 Avenida Automóvel Clube.

A RJ-085 vinda da Pavuna, serve de acesso ao centro de São João de Meriti passando pelo Jardim Meriti, Jardim José Bonifácio, Jardim Garcia, Vilar dos Teles, Vila São João e Jardim Noia. Após atravessar o Rio Sarapuí, a via está no Jardim Gláucia no município de Belford Roxo
A partir daí, passamos pelo Jardim Redentor, Jardim Ideal, Jardim Cristina, Penápolis, Vila Santa Teresa, Parque Aida e Parque São José.

Voltando a nossa viagem, seguimos pelo Malhapão e chegamos ao Wona, onde em mais um trevo, passamos pela Estrada do China, uma via local que liga a RJ-105 à RJ-101 no Parque Fluminense.
Do outro lado da RJ-105 temos a Avenida São Francisco, que liga o bairro ao Jardim do Ipê passando pelo Parque Veneza.

Chegando ao Lote XV passamos pelo cruzamento com a Estrada Manoel de Sá, que liga a RJ-101 à Estrada do Amapá no Vale do Ipê passando pelo Parque Amorim, serve também de acesso à RJ-085 no Jardim Amapá

No Lote XV encontramos um bairro com diversas instalações comerciais a beira da via e chegamos em um cruzamento sem semáforo na RJ-101 Avenida Presidente Kennedy


RJ-101 Avenida Presidente Kennedy

A RJ-101 liga a RJ-071 Via Expressa Presidente João Goulart (Linha Vermelha) à BR-040 Rodovia Washington Luiz. Contando com um retorno em Vigário Geral na Zona Norte do Rio de Janeiro, atravessa o Rio Pavuna e recebe o nome de Governador Leonel de Moura Brizola já no Centro de Duque de Caxias. A estrada passa pelo movimentado Centro do município e margeando a E. F. Leopoldina chega em Gramacho, onde atravessa o Rio Sarapuí e Segue até a RJ-105 no Lote XV e passando pelo Pilar, alcançará a BR-040 em Campos Elíseos.
Mesmo estando já na RJ-101, o nome Joaquim da Costa Lima permanece na via até a torre das linhas de transmissão, que marca a divisa entre Duque de Caxias e Belford Roxo, que depois seguirá pelo Rio Iguaçu.

Passando embaixo dos fios de alta tensão, cruzamos a Rua Beira da Linha. Por essa Rua passava a ferrovia de Ligação Campos Elísios - Ambaí.


Estradas de Ferro - Baixada Fluminense

São Bento x Ambaí

Essa ferrovia foi construída em 1968 para substituir a precária linha da antiga Estrada de Ferro Rio D'Ouro e facilitar a circulação dos trens da Estrada de Ferro Leopoldina, que demandavam ao estado de Minas Gerais em suas próprias linhas dentro do trecho correspondente aos subúrbios do Rio de Janeiro, além de promover o escoamento da produção de derivados de petróleo da Refinaria Duque de Caxias pela ferrovia.


Estação São Bento

Após a ponte sobre o Rio Iguaçu, chegamos no Pilar. Cortando todo o bairro Pilar, a via possui canteiro divisório e duas faixas de rolamento em cada sentido. Passamos sobre a ponte do Rio Pilar e em instantes estamos à beira da BR-040 Rodovia Washington Luiz.

Seguimos até o fim da RJ-101 e saímos na BR-040 no sentido Rio de Janeiro e pegamos o retorno no trevo da REDUC. Após passarmos ao lado do Ramal Saracuruna da EFL, acessamos novamente a BR-040, agora no sentido Petrópolis.

A rodovia possui área industrial e em alguns bairros com comércio entre os galpões e pátios de grandes empresas. No bairro Campos Elíseos passamos pela sede da Prefeitura de Duque de Caxias, no local há também a Praça Benzo Colvour. A praça dá acesso à Avenida Primavera, via que serve de acesso aos bairros Jardim Primavera, Parque Uruguaiana, Jardim Santana do Pilar, Parque Esperança e Parque Bom Retiro.


Praça Benzo Colvour

Após a 1ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal, chegamos ao trevo com a BR-493 Rodovia Raphael de Almeida Magalhães (Arco Metropolitano). A partir daqui, os empreendimentos já não são tão visíveis quanto no trecho anterior. A partir da Vila Maria Helena inicia-se um trecho composto por uma pista lateral que inicia na altura do nº 18.660 e segue até a Rua Própria.

No bairro Chácaras Arcampo uma nova pista lateral surge a partir da Rua Boitatá. Por sua vez, essa possui duas faixas de rolamento acompanhando o sentido da rodovia. Após a travessarmos a ponte sobre o Rio Saracuruna chegamos em Santa Cruz da Serra, um bairro com um grande centro comercial que atende também aos bairros vizinhos que estão distantes do centro do município.

Ali temos a Avenida Automóvel Clube. Essa é uma das estradas mais importantes do município. Liga a BR-040 à RJ-107 Estrada Velha de Estrela, que por sua vez dá acesso à cidade de Petrópolis na Região Serrana. A Avenida Automóvel Clube serve de acesso aos bairros Jardim Barro Branco, Parque Palista, Nova Campinas, Jardim Anhangá, Vila Ema, Taquara, Imbariê, Santa Lúcia, Vila Bernadete e Parada Angélica.

Continuamos em frente na Rodovia Washinton Luiz e após um aclive de acesso ao viaduto de retorno, começamos a descer e já sentimos saudades da civilização. Nesse trecho há um barranco ao nosso lado e pela frente só vemos a estrada e a vegetação. A rua Lateral que estamos passou novamente a operar em mão dupla desde a esquina com a Avenida Automóvel Clube.

A via lateral chega ao fim na esquina com a Rua Um e a alguns metros do Posto de Fiscalização e Pesagem de Vila Canaã. Passamos na entrada da Vila Olimpo e chegamos em Santo Antônio.


Posto de Fiscalização e Pesagem


Nesse bairro, é importante manter a atenção. É a última agulha de saída da BR-040 antes do pedágio, servindo também de acesso à RJ-085. Após a agulha, passamos por um via a beira do relevo e chegamos a uma rotatória que serve de entrada aos bairros Santo Antônio, Barreira e Xerém. Pegamos a segunda saída da rotatória e entramos na RJ-085 Rua Pastor Manoel Avelino de Souza.


Ao atravessar o viaduto sobre a Rodovia Washington Luiz chegamos em Chácara Rio-Petrópolis. Desde Chácara Rio-Petrópolis até o Rio Saracuruna, o percurso é em linha reta, passando por uma pequena área e com empreendimentos industriais. Nessa reta também, encontramos a margem da via, uma faixa para ciclistas.


Após a ponte sobre o Rio Saracuruna, estamos em Santa Alice, onde está situada a encarroçadora Marcopolo. Após a Marcopolo passamos no meio à vegetação e só voltamos a encontrar residências em Mantiquira.


Na Praça Mantiquira, a RJ-085 entra a esquerda com o nome de Estrada do Rio D'Ouro, seguindo em direção ao Jardim Amapá. Nós continuamos em frente, no bairro de Xerém, que começou após a praça.


Estrada de Ferro Rio D'Ouro - Ferrovia das Águas

A atual Praça Mantiquira abrigava a Estação João Pinto, do Ramal de Xerém. A Parada João Pinto foi aberta em 1911 com o nome de Mantiqueira. Nos anos 40 seu nome foi alterado para o atual. A estação não existe atualmente, em seu lugar foi construída a praça. A Parada João Pinto era apenas uma plataforma com cobertura.

Nas proximidades da praça, a Estrada de Xerém possui pontos comerciais e aos poucos passamos em meio à residências. O próximo trecho é composto por curvas acompanhando o Rio Capivari.


Chegando na Praça Salustiano Ribeiro de Andrade, entramos a direita no Terminal Rodoviário de Xerém, onde termina a nossa viagem.



A linha 445I teve origem na 
Expresso Imperador (RJ 136) mais tarde veio a ser operada pela Auto Viação Vera Cruz (RJ 112). A Vera Cruz por sua vez, foi administrada pelo Grupo JAL que ficou com a linha após a venda da Vera Cruz para a Novacap. Hoje ela é operada pela Empresa de Transportes Flores.


Expresso Imperador - RJ 136
A Exporesso imperador operava também as linhas:

Caxias x Amapá
Caxias x Vale das Mangueiras
Caxias x Nova Iguaçú
Caxias x Vale do Ipê
Caxias x Jardim do Ipê
Caxias x Vale das Mangueiras


Em 2011 a CODERTE inaugurou o terminal rodoviário em Xerém. Assim, as seis linhas intermunicipais que faziam ponto final em ruas da região passaram a se concentrar no novo espaço para atender melhor os usuários.

O terminal recebe linhas vindas da Capital e da Baixada Fluminense, operadas pelas empresas União, Flores e TREL.
Tags : , , ,

4 comentários:

  1. Não me lembra dessa linha na Oriental. Me lembro dela na Viação Imperador.

    ResponderExcluir
  2. Nota 10.. para ver como Nova Iguaçu era uma Região única, Gigantesca e importante desde 1833 por isso tinha conde tinha uns dos maiores portos para mandar laranja, Cana e ouro que era Tinguá e uma capital Maxambomba.
    Todas essas Regiões, freguesias e Distritos como Caxias, Porto de Estrela, Ibariê, Pilar ( Atual Duque de Caxias ), Merity (Atual S.J Meriti) Nilópolis, Belford roxo, Japeri, Queimados e Mesquita, passaram se Emancipar de 1942 a 1999 eram do Mesmo

    ResponderExcluir

[2][iconeI][style-1][LEIA TAMBÉM][As mais lidas até o momento]

Somos movidos pelo interesse de explorar os meios, modos e regras que integram o sistema de mobilidade urbana no Estado do Rio de Janeiro. O avanço tecnológico tem trazido mais dinamismo nas cidades, fazendo com que a população evolua e acompanhe esse avanço.

Buscamos obter informações, matérias, históricos e projetos de mobilidade e transformação urbana, assim como a realização de visitas técnicas em empresas, concessionárias e instituições relacionadas à Mobilidade Urbana do RJ, cuja perspectiva é abordar temas mais diversos e estar inteirado no que há de vir nos serviços de transportes.


Mobilidade nas Ruas: Distrito de Santo Aleixo (Magé)

O Distrito de Santo Aleixo localiza-se no extremo norte do município de Magé, junto às divisas de Petrópolis e Guapimirim; distanciando-se n...

Outras Matérias

NOSSOS PARCEIROS